6 de abr de 2010

Messi 4, Londrinos 1

Eu avisei: apesar do que todos os outros jornalistas esportivos disseram, o Arsenal seria o melhor adversário para o Barça enfrentar nas quartas. Apesar dos dois a dois em Londres, na semana passada, em que o Arsenal conseguiu uma remontada na segunda parte do segundo tempo, não me restava dúvida de que o Barça golearia no Camp Nou. Soma-se a isso, que o jogo no Emirates na semana passada não foi condizente com o placar: se tivesse sido 4 a 1 para o Barça, como foi hoje, não teria sido nenhuma surpresa.

Os gunners se agarraram às esperanças e às faltas. Esqueceram de marcar Messi. Faltas duras foram o destaque do time londrino, que só não sofreu mais porque os catalães enfrentam os merengues no final de semana.

No jogo de ida, Ibra marcou os dois gols do Barça. No de volta, Messi anotou 4. Henry fez questão de não fazer nada no Emirates, e nem teria entrado se Guardiola não lhe tivesse tido pena. No jogo de volta, Henry não entrou nem no segundo tempo, foi preterido em favorecimento de Bojan e Pedro. Melhor para o Barça.

A única coisa a ser ressaltada no Arsenal (pelo jogo de volta) foi a disposição do volante Diaby em marcar Xavi, que jogou muito bem, mesmo assim. No jogo de ida, a coragem de Fàbregas e as defesas de Almunia mereceram destaque.

No lado do Barça, no jogo de ida, os três melhores da partida foram Ibrahimovic, Daniel Alves e Xavi. Messi (obviamente), Xavi (novamente) e Keita (surpreendentemente) foram os três melhores no Camp Nou.

Entre Internazionale e CSKA Moscou, aconteceu o óbvio: os milaneses passaram tranqüilos, com duas vitórias simples, pelo placar mínimo. Gols de Milito e Sneijder. Óbvio que os destaques foram Sneijder, Stankovic e Cambiasso, que belo meio de campo que eles formam. Julio César só não foi destaque porque não lhe foi exigido.

Falando como culé: que venha a Inter e vamos a Madrid! (tanto no fim de semana quanto no fim de maio)


Desconectando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário