27 de mar de 2011

Meme literário

Recebi da Yolanda, do Ponto do Power Point o convite para participar do Meme literário. São apenas algumas perguntas sobre livros e literatura para responder.


1) Existe um livro que você leria várias vezes sem se cansar? Qual?

Dificilmente. Talvez as melhores respostas fossem "O Mundo Assombrado pelos Demônios", por Carl Sagan, ou a saga Harry Potter, de J.K.Rowling.


2) Se você pudesse escolher apenas um livro para ler o resto da sua vida, qual seria ele?

"The Collected Works of Oscar Wilde", de Oscar Wilde, basicamente porque ele é tão grande que eu levaria o resto da vida para lê-lo.

3) Indique três dos seus livros preferidos.

Vou indicar apenas livros de ficção, meus livros científicos eu deixo de lado não por inferior qualidade - de forma alguma - mas para poder criar um parâmetro mais uniforme.

"1984", de George Orwell (pseudônimo de Eric Arthur Blair);
"Memórias Póstumas de Brás Cubas", de Machado de Assis;
"Vidas Secas", de Graciliano Ramos.

4) Qual livro você está lendo no momento?

No momento, estou lendo "A Produção da Crença", de Pierre Bourdieu, "Gomorra", de Roberto Saviano e "La Bustina di Minerva", de Umberto Eco.


***

Na preguiça máxima de fazer a indicação de três pessoas, indico apenas meus amigos Tiago Duarte Dias, do blog Tiago D Dias e Marcelle Gebara, do blog Como que Andarilhando...

5 de mar de 2011

Música Nova (II)

Ok, outra música que não é tão nova assim. Estou começando a achar que o nome da seção deveria virar "música nem tão nova assim, mas que descobri há pouco".

A banda da vez é o Negramaro, banda fundada em 1999, cujo primeiro disco é de 2003. Pra quem gosta de música italiana, essa banda talvez não seja desconhecida.

Seguem três músicas da banda. A primeira Senza Fiato, com Dolores O'Riordan, tema do filme Cemento Armato, de 2007 (presente no álbum La Finestra).




A próxima é Solo Per Te, do álbum Mentre Tutto Scorre, de 2005.




A última se chama È Così, também do álbum La Finestra, de 2007.




Espero que gostem, deixem suas impressões e sugestões para a próxima "Música Nova" na caixa de comentários logo abaixo.

18 de fev de 2011

Amor zumbi



Imagina, chegar na guria na balada e dizer "Eu quero roubar seu coração... e comer seus miolos"... Romantismo rules LMAO.

14 de fev de 2011

Música Nova (I)

Não ando muito afim de fazer minhas antigas playlists. Mas ainda quero apresentar aos meus leitores músicas novas de "qualidade" sempre que eu puder.

A banda de hoje se chama Dirty Sweet. Eles são tão alternativos, mas tão alternativos, que não têm página na wikipedia (ou ao menos não tinham até última informação). A comunidade de fãs da banda no orkut têm exatas 12 pessoas. No Facebook, sua página foi "curtida" por 13 pessoas até hoje.

OK, o som não é exatamente novo, lembra um pouco os anos 1970. Mas ainda assim é "inaudito" pela maior parte dos visitantes do blog, garanto.




10 de fev de 2011

Coitados dos Belos?

O texto abaixo é um trecho retirado de uma matéria publicada no site do UOL ontem, dia 09/02. Os meus comentários estarão no corpo do texto, em itálico e entre colchetes.


Todo mundo quer ser aceito por sua aparência, por sua “plumagem”. O que muitos não sabem é que muita gente do outro lado da lagoa preferia muito mais ser um patinho que passa despercebido do que um cisne glorioso e foco dos olhares e atenções. [Tenho a impressão de que os belos cisnes só querem ser patos vulgares porque não sabem como é.]

“O lado ruim de ser bonita é que a maioria das pessoas que se aproxima - homem ou mulher - é por interesse [Não se engane, criança: todo mundo que se aproxima de alguém o faz por algum tipo de interesse: amizade, namoro, dinheiro, poder ou um simples bate-papo] (...), desabafa Karina Peruzzo, 31 anos, estudante de psicologia. Para ela, muitas “amigas” querem tirar vantagem nas festas e baladas e, às vezes, sentem tanta inveja que se aproximam para tentar conquistar o namorado alheio. “Assim, elas estariam provando que, mesmo não sendo mais bonita que você, consegue conquistar o que é seu”, analisa [ E se você fosse feia, o namorado já seria dela há muito tempo! Acorda! Melhor isso do que perder pretendentes para as amigas mais bonitas!]. Quanto aos homens, Karina acredita que muitos se aproximam apenas para exibir uma namorada bonita, como um troféu. “Como se você fosse algo muito valioso e que e ele - o todo poderoso – conseguiu”, diz ela. [É, realmente isso deve ser muito mais difícil que ser uma baranga que homem algum quer]

Assédio feminino

(...) O cirurgião A.M.F., 35 anos, dificilmente tem um momento de sossego - nem mesmo quando está trabalhando. “O fato de ser bonito me faz ser assediado até no hospital. Várias vezes, ao atender uma criança, a mãe - não muito sutilmente - me convidou para jantar entregando um bilhete com o número do telefone. [Nossa, uma mulher dando mole, que coisa triste, né? Hmm... Boiola...] Pior ainda é quando as pessoas preferem ser atendidas por mim - não pelo meu talento profissional, mas sim pela beleza. [Não, seu energúmeno egocêntrico e petulante, pior mesmo é para o seu colega de trabalho, aquele cirurgião feio feito o cão que perde pacientes pra você o tempo todo] (...)

Projeção

Segundo Marina Vasconcellos, psicóloga formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), especializada em psicodrama terapêutico [oh, o drama de ser belo!], o visual é muito importante dentro da sociedade, principalmente para os homens na chamada “primeira impressão”. “As pessoas projetam no outro o desejo íntimo de ser belas, afinal o belo é gostoso de olhar, faz bem e possui uma energia muito diferente do comum ou do feio. O pensamento é assim: ‘Se eu tenho alguém bonito ao meu lado, me realizo’”, completa Marina.

Para Karina Peruzzo, outra desvantagem de ser linda [nem se acha essa hein?] é que no geral olham somente para a “casca” e esquecem que dentro existe um coração, uma mente. “As pessoas bonitas geralmente são rotuladas de metidas, fúteis e menos inteligentes. O que percebo é que na maioria das vezes isso não é verdade. Outro ponto que vale ressaltar é que os outros sempre reparam como está seu cabelo, sua pele etc. Se você emagrece um pouco, está magra demais; se você engorda 1 kg, é como se tivesse engordado 15 kg. As pessoas estão sempre te olhando e comentando sobre você”, finaliza. [e, se você é feio, muita gente comenta sobre sua aparência, mas jamais de forma positiva. É muito melhor ver pessoas te invejando e te cobiçando do que te desprezando ou tendo aversão por você! Deixa de ser egocêntrica e tapada, mulher!]

por GISELA RAO

***

Pobres dos belos? Ou pobres dos feios, quando não se sentem desejados, cobiçados ou dignos de serem amados? Belos, ricos e poderosos têm problemas sim. Mas seus problemas são muito pequenos quando comparados aos dos feios, pobres e impotentes. Para um feio, é extremamente difícil tornar-se belo. Um belo, entretanto, precisa de pouco para tornar-se feio. Basta deixar de ir à academia, parar de cuidar da pele e do cabelo, trocar as lentes de contato por fundos-de-garrafa, sofrer um acidente desfigurador, sei lá. É fácil. O que é feio de verdade nesses belos com "complexo de cisne" é que eles vivem chorando de barriga cheia.

28 de jan de 2011

Chapolin Begins



"Eu vou comprar roupas pra todo mundo que precisa de roupa, como aquelas pobres senhoras que aparecem naquelas revistas que o senhor lê..." Chapolin

20 de jan de 2011

Berlusconi Stifler?



Old but gold. A maior merda é que se ele fosse pobre tinha tomado porrada, mas como é rico e poderoso, nada acontece.

17 de jan de 2011

História real. Ou não.

Caso seja uma história real, presuma que mudei os nomes dos personagens, está bem? Aviso: ela é simples e absurdamente mal escrita.

O Vento do Javali (ou Não Te Quero)

Olof era amigo de Sofia havia pouco mais de um ano. No começo, ele sentia uma atração enorme por ela, mas foi rejeitado. A atração não sumiu, mas foi sublimada e eles puderam ser amigos.

Olof conheceu Demétria mais ou menos na mesma época, mas a relação não se desenvolveu tão rapidamente quanto a entre Olof e Sofia, provavelmente porque Olof não sentia uma atração muito forte por Demétria. Mas ela por ele sentia.

Após algum tempo, eles começam a se aproximar e Demétria usa seus melhores atributos para envolver Olof. Ele não se apaixona, mas se envolve. E quer se apaixonar, sabe que Demétria o merece. Aos poucos o afeto cresce.

Enquanto isso, Sofia teve um rápido relacionamento-zumbi com um antigo namorado, Jaume. Ela ainda o amava profundamente e achou que dessa vez tudo seria diferente, que ele teria realmente mudado. Mas o que era maravilha na primeira semana virou um desastre completamente inadmissível na décima primeira.

Sofia percebe que Olof, mesmo que não fosse atraente para ela, tinha precisamente aquilo que ela queria mas que Jaume não lhe dava. Quando o reencontrou, depois de Olof já estar engajado num compromisso com Demétria, Sofia mal o reconheceu. O rapaz tímido e nervoso estava bastante confiante e calmo. Ela iria possui-lo naquele instante se Olof não tivesse mencionado Demétria. Envergonhada, Sofia tentou cortar o assunto rapidamente e pensar um pouco melhor na situação.

As coisas entre Olof e Demétria iam bem, mas com pouca emoção para ele, apesar da boa vontade de Olof e da devoção de Demétria.

Sofia sentia falta do conforto emocional da amizade de Olof. Buscou encontrá-lo quando Demétria viajou por uma semana para ver a família, que morava longe. Eles beberam e Sofia se jogou sexualmente sobre Olof, que não foi capaz de resistir. Foram quatro dias como em lua-de-mel.

Demétria voltou. Olof não lhe contou tudo, mas terminou a relação.

Em uma semana, Sofia sentiu a euforia dos primeiros quatro dias diminuir paulatinamente, talvez a injeção de auto-estima já tivesse dado efeito. Mas Olof nunca tinha se sentido tão feliz. Eles brigaram quando ela se cansou, alegando que Olof era grudento e carente demais (mesmo tendo sido ela quem o chamava todas as vezes). No dia seguinte, ela terminou. Por uma mensagem de celular.

Olof ficou desesperado, mais triste do que Demétria havia ficado alguns dias atrás. Justiça? Carma? Que justiça houve para Demétria? Justiça e carma não existem. O universo não os conhece. A cada final ruim, os personagens se perguntavam "porque eu? porque logo comigo?". Se pudesse responder, o universo lhes teria dito "porque não?".

8 de jan de 2011

Melhor do ano

Estamos a menos de 48 horas da anunciação do maior prêmio individual de futebol do planeta: a Bola de Ouro FIFA (prêmio unificado com o da revista francesa France Football) para o melhor jogador do ano. Pela primeira vez desde 2006, temos dúvidas sobre quem deve ser eleito.

Os três melhores anunciados foram uma relativa surpresa: Messi, Xavi e Iniesta.

Para o desapontamento quase geral, Sneijder, campeão da Champion's League (além da Serie A do Calcio e da Coppa di Italia - e também do Mundial Interclubes, embora sem ter atuado muito) pelo Internazionale e vice da Copa do Mundo com a seleção da Holanda, acabou ficando de fora.

É absurdo. Apesar do holandês ter feito um segundo semestre apagado devido às contusões, o primeiro semestre, com UCL e Copa do Mundo conta muito mais. É o momento decisivo do ano. Sneijder merecia estar entre os três melhores. Eu o colocaria em segundo. Mas... então quem tirar do pódio?

Messi

O craque argentino não conseguiu render o esperado na Copa do Mundo. Começou-a bem e acabou-a mal. Sim, era difícil ir bem naquele time. Ele depende de bons passadores no meio de campo e de um lateral direito competente, coisa que não havia no time. Messi é um craque, mas precisa de companheiros. Em compensação, a Copa são 7 jogos, mas houve bem mais que isso no ano. Não se pode dizer que o messias desapontou na UCL - a arbitragem dos dois jogos contra o Inter nas semi foi bastante suspeita. No Campeonato Espanhol, tanto no primeiro semestre quanto no segundo, Messi foi sensacional. Continua sendo o melhor do mundo, mas não foi o melhor do ano. Eu o colocaria em terceiro, atrás de Sneijder.

Xavi

Dos quatro listados, é o que tem o menor poder de decidir uma partida, de virar uma situação perdida. Mas ele é o Maestro. É o cérebro tanto do Barça quanto da Seleção Espanhola. Há partidas em que ele tem mais passes certos que todo o time adversário junto. É um jogador único. Se ele vai mal, o time todo vai mal. Mas quase nunca isso acontece. O catalão fez uma Copa quase perfeita. Se não fosse pela má forma física de Fernando Torres (que era quem recebia os passes de Xavi e deveria pôr as bolas no gol), Xavi teria ido ainda melhor, talvez com um recorde de assistências. Na goleada de 5x0 contra o Real Madrid em Novembro passado, foi absoluto. Para mim, foi o melhor do ano.

Iniesta


Foi decisivo nas últimas três partidas da Fúria na Copa, ligeiramente melhor que Xavi. Está voando nos gramados hoje, embora um pouquinho menos que Messi e que Xavi, mas bastante superior a Sneijder. Só que passou boa parte do primeiro semestre contundido, não podendo atuar com a regularidade que merecia. Por pouco, apenas por muito pouco, ele ficaria de fora do pódio na minha votação. Mas deixo claro que também o vejo como um jogador fora de série.

Meu pódio seria:
1- Xavi (melhor do ano, contando os dois semestres e a Copa do Mundo)
2- Sneijder (melhor jogador do primeiro semestre)
3- Messi (melhor jogador do mundo em sua geração, mas não o melhor do ano)

Completando a lista dos 10 melhores:
4- Iniesta
5- Schweinsteiger (fundamental para o Bayern vice da Europa e para a Alemanha terceira mundial)
6- Piqué (melhor zagueiro do mundo nos últimos dois anos)
7- Villa (um dos artilheiros da Copa, ótimo pelo Valencia e pelo Barcelona)
8- Drogba (voltou a ser destruidor pelo Chelsea)
9- Bale (o galês foi arrasador o ano todo, mas não foi à Copa)
10- Casillas (melhor goleiro do ano, por causa da atuação mediana de Julio César na Copa e sua contusão no segundo semestre).

Vão me questionar sobre Robben. Eu digo: é uma versão holandesa do Robinho, mais cai que joga.
Vão me questionar sobre Arsenal. Eu digo: time tem excelentes jogadores, mas que ficam mais na enfermaria que no campo.
Vão me questionar sobre Inter. Eu digo: quem foi bem no primeiro semestre machucou-se demais no segundo. À exceção de Eto'o, que não fez tanto quanto outros.
Vão me questionar sobre Ganso. Machucado, nem Brasileiro jogou.
Vão me questionar sobre Neymar. Outro que mais cai do que joga.
Vão me questionar sobre Forlán. Eleito melhor da Copa, tem ido mal pelo Atlético de Madrid.
Vão me questionar sobre Cristiano Ronaldo. Grande contra os pequenos, pequeno contra os grandes.
Vão me questionar sobre mil outros. Eu digo: tá de sacanagem, né?

Atualização (11/01)
Messi levou o prêmio, Iniesta ficou em segundo e Xavi em terceiro. Uma injustiça pequena, ainda creio que Xavi deveria te ganho. Agora, pergunte quantos dos que votaram no prêmio efetivamente acompanharam o Barcelona (e a Seleção Espanhola) durante o ano todo e com certa regularidade. Duvido que chegue a 50%.

6 de jan de 2011

Pedaços do que eu aprendi

Há tempos não fazia algo assim, tão pessoal. A maior parte não deve gostar. Mas foda-se, o blog é meu, faço o que quero com ele.

10 Coisas que eu aprendi em 2010:

1- Quanto maior a expectativa, maior a decepção;
2- Minha vida pode girar em torno do nada;
3- Nada me distingue realmente das pessoas que eu critico; no fundo eu sou tão vazio e fútil quanto elas;
4- Pessoas podem usar as piores artimanhas pra conseguir o que querem;
5- Tudo sempre pode piorar;
6- Minhas insatisfações pessoais não passam disso; não constituem um problema real;
7- Se uma guria demonstra que me quer, ou ela tá bêbada ou passa tempo demais me enchendo o saco;
8- Mulheres podem disputar a atenção de um homem apenas pela competição em si, não necessariamente para usar de fato a atenção conseguida;
9- Amigos podem vir/surgir nos momentos menos esperados;
10- A vida não precisa ter um sentido; procurá-lo é distorcê-la.


Resumindo: 2010 foi um ano filho da puta do caralho (com poucas, porém honrosas exceções).