28 de abr de 2010

Uma mão negra nos impediu de Madrid.

Mas não foi a mão de Yaya Touré. Foram, na verdade, mãos. E apitos. A Internazionale de Milano não teve um apito amigo em si. O Barcelona é que teve um apito inimigo. Nos dois jogos das semi-finais da Liga dos Campeões, o Barça foi notadamente prejudicado. Além das inúmeras "dúvidas", apitadas, via de regra, a favor dos italianos, houve pelo menos três momentos que escancararam o caminho da Inter à final, graças aos juízes.

O primeiro foi o terceiro gol de Diego Milito na partida de Milão, em franco impedimento. Ele mesmo sabia, pois olhou ao árbitro antes de comemorar. O segundo, também no primeiro jogo, foi o pênalti não marcado sobre Dani Alves, que ainda foi advertido com um cartão amarelo por "simulação", após receber carrinho com tesoura de Wesley Snejder. O terceiro foi o anulamento do gol legal de Bojan Krkic na partida de volta, aos 46 minutos, após a bola atingir a mão de Touré, que estava colada à sua barriga.

Creio em má-intenção antes de quem selecionou os árbitros do que dos próprios. Um diálogo simples, como o que se segue, não me soa improvável.

"- Alô?
- Oi, sou eu. Você quer ter chances de apitar as semi e as finais do Mundial?
- Quero.
- E de apitar as partidas mais importantes da Europa durante os próximos três/quatro anos?
- Claro.
- Então, antes, você tem uma missão. Você está sendo designado para apitar um dos jogos entre Barcelona e Internazionale de Milano, pelas semi-finais da Liga dos Campeões da Europa. Um dos times não pode chegar à final.
- Como assim?
- Você aceita?
- Sim.
- Então você me entendeu. Catalães não devem ir a Madrid. Está claro?
- Sim, senhor.
- Então, bom trabalho."

Além de todos os erros babacas cometidos, Olegário Benquerença e Frank de Bleeckere, os juízes dos dois jogos, também marcaram, quando na dúvida, por Milão. Nem mesmo a camisa rasgada de Ibrahimovic, dentro da área, por Lúcio, conseguiu convencer o árbitro de que houve falta da Inter sobre o Barça. Eles só merecem um nome: VILÕES! Bandidos, isso é o que eles são.

A Inter fez bem seu papel e vai à final. Assim como o Bayern, que também contou com ajudas das arbitragens. Espero que essas armações ridículas sejam escancaradas.

Estou orgulhoso do Barça. Batalhou o tempo todo e mereceu ganhar, porque ganhou. Mas não levou. e não digo isso porque o Barça tenha tentado. Eles conseguiram. Mas foi-lhes roubada a final. Literalmente.

A Piqué, Messi, Xavi y Bojan: gracias, niños. No olvidaré. No olvidaremos. A Iniesta: te extrañamos.

Uma penúltima palavra: Eto'o, Barcelona ainda te ama. Foi duro ver o camaronês que nos foi tão importante, abraçando com carinho os ex-companheiros de time, e olhar confuso a torcida que tanto o apoiou. Ele não tem mais espaço no Barcelona, é, infelizmente, impossível sua volta. Mas os culés nunca o esquecerão. E ele nunca esquecerá o Barça. Como um triste término de um namoro feliz, no pior estilo "era feliz e não sabia(?)". Gràcies, Samuel!

Mas o gosto é salgado. Uma coisa é perder por conta própria, por responsabilidade própria. Outra é ser impedido de vencer por quem não deveria ter este poder. Não culpem Pep ou Ibra, Messi ou Xavi. Nos levaram da final, mas não foram nossos jogadores, ou melhor, nossos guerreiros. Tenham orgulho do que o Barça fez, como tenho. Mas esse orgulho tem gosto salgado e aperta o coração.

ENS HI DEIXEM LA PELL!

19 de abr de 2010

American Idol 2010 - top 9 - reloaded

Pois é, como Big Mike foi salvo pelo júri na semana passada, houve um top9 - reloaded. Mas dessa vez, seria mais cruel: eliminação dupla. Mais cruel que isso: aquele poser do Adam Lambert foi o mentor. Sacanagem, logo na semana do Elvis, o rei! OK. A média das apresentações não foi ruim, mas poderia ter sido muito melhor.

1- Crystal Bowersox ("Saved") - bem enérgica, cantou muito bem - 8,0-8,5
2- Andrew Garcia ("Hound Dog") - não entendi qual era a intenção, mas não resta dúvida de que ela não foi atingida - 5,5
3- Tim Urban ("Can't Help Falling in Love") - muito bem, uma surpresa, está crescendo na competição - 7,5
4- Lee DeWyze ("A Little Less Conversation") - alguns problemas em sua relação com o microfone, mas cantou muito bem - 8,0-8,5
5- Aaron Kelly ("Blue Suede Shoes") - só para variar, sua voz esteve ótima, mas a apresentação foi cafona / como inovidade, foi corajoso, embora não original - 6,0
6- Siobhan Magnus ("Suspicious Minds") - estética demais, musical de menos, piegas, cafona, uma grande decepção, parece ter perdido o rumo - 6,0-5,5
7- Michael Lynche ("In the Ghetto") - boa, bem sólida - 7,0-7,5
8- Katie Stevens ("Baby, What You Want Me to Do") - boazinha, apenas / alta, aguda demais, embora eu ainda ache que ela tem uma voz incrível - 6,5
9- Casey James ("Lawdy Miss Clawdy") - mediano, poderia ter feito mais com o vocal - 6,5-7,0

Eliminados: Katie Stevens e Andrew Garcia. Embora eu goste de ambos, não há muito para reclamar. Andrew não vinha fazendo nada de interessante de verdade. A Katie ainda tem um futuro promissor pela frente, e havia pessoas para serem eliminadas antes dela, mas não foi uma grande perda para o programa.

Os três melhores da noite: Lee Dewyze, Crystal Bowersox e (surpreendentemente) Tim Urban.
Meus três favoritos até agora: Lee Dewyze, Siobhan Magnus e Casey James.


Desconectando.

18 de abr de 2010

Todo o possível

No sábado, o Espanyol e a Real Federação Espanhola de Futebol fizeram todo o possível para que o Barça saísse de campo sem fazer gol, pela primeira vez no ano. O empate em 0 contra o rival Espanyol, disputado em Cornellà-El Prat, não tira o Barça da liderança, mas mostra que fazem todo o possível para lhe impedirem de alcançar o bicampeonato.

Para começar, o goleiro camaronês Kameni havia sido expulso na última partida de seu clube antes do Derby, na derrota por 3 a 1 contra o Racing Santander, em Santander. Por algum recurso excuso, o Espanyol conseguiu contar com o jogador para o jogo de sábado. Sem dúvida, um feito ridículo para a Real Federação. Em outras palavras: quando foi a última vez que um jogador expulso em uma partida pôde jogar a seguinte, pelo mesmo campeonato? Algo não me cheira bem.

Em segundo lugar, o árbitro Undiano Mallenco, que foi extremamente caseiro: deu à torcida o que ela pedia: uma expulsão quando o Barcelona estava melhor em campo. Dani Alves tomou o segundo cartão amarelo, após se aproximar de Callejón, que se projetou para a frente, em uma atuação digna de um Globo de Ouro. Em realidade, Dani Alves não havia merecido sequer o primeiro cartão. Já do lado do Espanyol, que bateu o jogo todo, não houve uma expulsão, mesmo após a entrada violenta de Luís Garcia em Keita, ou as diversas entradas violentas em Xavi.

Enfim, o Espanyol jogou bem o que se propôs a jogar: apenas defender. E Guardiola armou muito mal o time. O ataque deveria ter sido Pedro, Messi e Bojan, e não Maxwell, Messi e Pedro.

Um empate terrível para o Barcelona: mesmo permanecendo na liderança, perde o direito ao tropeço que possuía.

Desconectando.

11 de abr de 2010

Real Visa (ou seria "risa"?) 0 x 4 Guardiola

Ok, ok, o jogo foi apenas dois a zero para o Barça contra o Real Madrid, no sábado, na capital espanhola, um dos jogos mais esperados da década. Mas Pep Guardiola é o primeiro técnico da história a ganhar quatro superclássicos seguidos, seus quatro primeiros como treinador. Cada vez mais ele se aproxima dos céus do Barça. É o homem mais próximo de Deus, pois ganhou seis títulos e no sétimo descansou (derrota contra o Sevilla na Copa do Rei).

Agora, três pontos (mais o critério de desempate: confronto direto) a frente do Madrid, o Barça depende apenas de si, apenas de suas próprias forças para ganhar a liga espanhola e a liga dos campeões. Não é garantia de nada ter o melhor time do mundo. Conta com outros fatores: estabilidade psicológica, esforço, equilíbrio emocional, preparo físico e até não ser atrapalhado pelo juiz são fatores fundamentais.

É, enquanto eles têm um cristão (Cristiano), nós temos o Messias (Messi). Por falar nele, suas palavras foram de que o Barça teve sorte (fonte: http://espnbrasil.terra.com.br/barcelona/noticia/114441_VIDEOS+CRISTIANO+RONALDO+LAMENTA+FALTA+DE+SORTE+EM+CLASSICO+ESPANHOL ). Aham, senta lá Cláudia, digo, Cristiano. O Barça "teve a sorte" de não sofrer nenhum gol do lusitano nos últimos cinco jogos (três pelo Manchester United, dois pelo Real Madrid). E também "teve a sorte" de ganhar os últimos quatro superclássicos. E "a sorte" de ter formado em suas categorias de base oito jogadores que disputaram o clássico, contra os quatro do Madrid, sendo que desses oito que saíram os dois gols: Messi e Pedro, com passes fantásticos de Xavi. Com Leo, o Barça tem o melhor atacante do mundo. Com Xavi, o nome do jogo, o Barça tem o melhor meiocampista do mundo. E isso se chama sorte?


Desconectando.

10 de abr de 2010

American Idol 2010 - top 9

Agora, a apresentação exibida no Brasil hoje. Tema: Beatles/Lennon-MacCartney songbook. Fantástico.

TOP9
1- Aaron Kelly ("The Long and Winding Road") - cafona toda a vida, mas não desafina quase nada - 5,0
2- Katie Stevens ("Let It Be") - sua melhor apresentação vocal até agora. Muito bem - 7,5
3- Andrew Garcia ("Can't Buy Me Love") - algumas falhas grandes, mas um pouco interessante em alguns momentos - 6,0
4- Michael Lynche ("Eleanor Rigby") - houve algumas partes muito boas, mas outras meio estranhas - 7,0
5- Crystal Bowersox ("Come Together") - meio atrapalhada e nervosa, supervalorizada pelos jurados - 6,0-5,5
6- Tim Urban ("All My Loving") foi muito bem, mas nãoque ele possa ir muito além disso, o que me dá um pouco de dó, porque ele se esforça - 6,5
7- Casey James ("Jealous Guy") - profunda apresentação, comovente - 8,0-8,5
8- Siobhan Magnus ("Across the Universe") - muito bem, bem delicada - 8,0
9- Lee DeWyze ("Hey Jude") - marcante - 8,0

O não-eliminado: Big Mike. Quando eu vi que ele estava sendo eliminado, fiquei "o quê?", afinal ele tinha ido muito bem várias vezes! "Claro que os jurados vão salvá-lo". E salvaram. Ele não mereceria sair.

Os três melhores foram: Casey James, Siobhan Magnus e Lee Dewyze. A essa altura, vejo cinco competidores no primeiro nível, acima dos outros: Siobhan, Crystal, Mike, Casey e Lee. Uma está logo abaixo, pela qualidade de sua voz, a Katie. Andrew, Tim e Aaron estão abaixo dela, sem muitas condições de irem além disso. O estilo do Anrew é legal, a voz também, mas ele não sabe usar isso a seu favor.


Desconectando.

American Idol 2010 - top 10

Porra, eu to realmente atrasado neste mês, não é? OK, vou logo ao TOP10, exibido na semana passada:

TOP10
1- Siobhan Magnus ("Through the Fire") - péssima escolha de música, muitos erros vocais devidos ao nervosismo - 5,0-5,5
2- Casey James ("Hold On, I'm A Comin'") - sua melhor apresentação até então - 7,5-8,0
3- Michael Lynche ("Ready for Love") - muito boa, bastante sólida - 8,0
4- Didi Benami ("What Becomes of the Brokenhearted") - OK, quase tédio - 5,5
5- Tim Urban ("Sweet Love") - o lado positivo é que ele quase não desafinou - 5,0-4,5
6- Andrew Garcia ("Forever") - mal começou e eu já quis me matar - 4,0-4,5
7- Katie Stevens ("Chain of Fools") - sem graça, mas a voz dela é ótima - 5,5-6,0
8- Lee DeWyze ("Treat Her Like a Lady") - ótima apresentação - 8,5
9- Crystal Bowersox ("Midnight Train to Georgia") - muito boa, mas ligeiramente prepotente - 7,5-8,0
10- Aaron Kelly ("Ain't No Sunshine") - afinado, mas nada de mais, não me fez sentir a música - 6,0-5,5

Eliminada: Didi Benami. Justa seria, não fosse pelo Tim (e pela minha indisposição ao Aaron). Mas ele tem sido tão engraçado e humilde que eu curti.

As três melhores apresentações: Lee Dewyze, Big Mike e Casey James.

Volto já.

8 de abr de 2010

Playlist - Abril de 2010

Tinha até me esquecido, vou logo a ela antes que perca o sentido. E nesse mês, não há tema. E a ordenação não está boa. Mas a escolha talvez seja a mais original em tempos. Vale ouvir


Playlist - Abril de 2010

1- Velhas Virgens - Blues do Velcro
2- Tiziano Ferro- Perverso
3- Sum41 - Pain for Pleasure
4- Jeff Beck - You Shook Me
5- The Psychedelic Sounds of the 13th Floor Elevators - You're Gonna Miss Me
6- Creed - Away in Silence
7- Plouen Catximbes - Sang
8- Kanye West - Say You Will
9- Muse - Resistance
10- Dan Black - Symphonies
11- Lil' Wayne feat Shanel - Runnin'
12- La Roux - Armour Love
13- Norah Jones - Young Blood
14- Manel - En la que el Bernat se't troba
15- Billie The Vision and The Dancers - Summercat


Melhores frases das músicas:

1- Meu bem, 'cê me ama, mas gosta mais dela
2- Il fatto è che tu sai cosa cerco
3- Pain for pleasure, he's the hunter you're the game
4- You know you shook me/You shook me all night long
5- You're gonna wake up one morning/As the sun greets the dawn./You're gonna look around in your mind, girl/You're gonna find that I'm gone.
6- If my life is the price, then my life it will cost
7- Sé que és tard,/sé que és com cridar-li al pare
8- Don't say you will/Unless you will
9- It could be wrong, could be wrong)/But it should've been right/(It could be wrong, could be wrong)/Let our hearts ignite
10- Score adds up/Angels play/Let my lonliness get blown away
11- I lost all my money/I lost half my mind/Can't find my direction/Where's the finish line
12- You seem to believe you belong to somebody else
13- Our fears are only what we tell them to be
14- T'ensenyaré una cançó/Que a casa em cantaven/Per anar a dormir
15- Tonight tonight tonight tonight/I wanna be with you Tonight tonight tonight tonight/I wanna be with you tonight

Caso queiram as músicas e preguiça haja de procurá-las, podem me as pedir, ficarei contente de passá-las.


Desconectando.

Messi(as) e o amor

Messi 'acaba' com casamento na África do Sul

Torcedor fanático briga com esposa para ver Messi dar show

No meio da briga, o sul-africano não deve ter visto os quatro gols, 'fora o baile', do hermano (Crédito: EFE)

AGÊNCIA EFE

Lionel Messi causou grandes danos ao Arsenal na última terça-feira, quando marcou quatro gols que custaram a eliminação do time inglês na Liga dos Campeões, mas certamente não esperava que acabaria com uma relação conjugal na África do Sul por causa de sua atuação no jogo.

Naquele dia, Bigboy Cheverevere, torcedor fanático do Barcelona e grande admirador do astro argentino, saiu do trabalho e foi para casa para assistir à partida válida pelas quartas-de-final da Liga dos Campeões.

No entanto, ao chegar, encontrou seus enteados em frente à televisão assistindo a outro programa, o que deu início a uma discussão que acabará em divórcio.

(fonte: http://msn.lancenet.com.br/noticias/10-04-08/731887.stm)

Eu dou razão ao Bigboy. Mulheres, nunca interrompam a vontade de um homem ver o Messi(as). A não ser que desejem o divórcio. E tenho dito.

Em tempo: Messi não erra. Quem erra é a bola.


Desconectando.

Caos?

Da janela de casa, vi uma confusão grande no trânsito e pessoas correndo e gritando. Ouvi sirenes de ambulância e hélices de helicópteros.

Arrastão causa pânico no Centro de Niterói
POR LUARLINDO ERNESTO

Rio - Bandidos armados estariam fazendo um arrastão, na tarde desta quinta-feira, no Centro de Niterói, Região Metropolitana do Rio. Motoristas e populares assustados tentam se esconder nas lojas de vias como a Avenida Amaral Peixoto e Rua XV de Novembro, nas proximidades do Plaza Shopping.

Parte do comércio e os bancos teriam arriado as portas. A Polícia Militar foi acionada. Um helicóptero sobrevoa a região.

(fonte http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2010/4/arrastao_causa_panico_no_centro_de_niteroi_74046.html)

Porra, Luarlindo (PORRA PAI DO LUARLINDO QUE DEU ESSE PUTA NOME FEIO-INDIO-GAY-DE-NOVELA-MEXICANA PRO FILHO)! Os caras estão se escondendo e você revela o esconderijo? Porra Luarlindo Ernesto!


Desconectando.

7 de abr de 2010

Os erros de Van Gaal e de Ferguson

Antes de ir ao que é importante, algumas considerações breves sobre o clássico francês das quartas-de-final. Estou certo de que, salvo uma catástrofe, nenhum dos dois times teria passado se tivesse pego um dos outros adversários, à possível exceção do CSKA Moscou. A maior parte dos gols dos dois times se deu de forma muito estranha durante toda a competição: à exceção dos recorrentes gols de bolas paradas, muitos saíram de bolas que simplesmente sobraram para algum jogador aleatório feliz em seu posicionamento próximo do gol. Passou o Lyon, mas é indiferente, pois não irá à final em Madri.

Vamos ao título do post. Primeiro, o erro de Louis Van Gaal: seu desgosto por brasileiros. Não lhe chamo de racista, mas por algum motivo ele não gosta de brasileiros. Primeiro, dispensou Rivaldo do Barça (que depois disso não se encontrou mais no futebol, provavelmente por causa do passar dos anos) e no começo da temporada 2009-10, dispensou os zagueiros brasileiros do Bayern de Munique: Lúcio e Breno. Lúcio foi vendido à Internazionale de Milão (por ironia do destino, já que ele foi para a Europa depois de sua atuação pelo Internacional de Porto Alegre), enquanto Breno foi emprestado para um time de pouca expressão. Por outro lado, ele acertou nas contratações de Arjen Robben (cujo futebol nunca me agradou) e do sérvio Olic, que marcaram os gols da classificação hoje, contra o Manchester United, em pleno Old Trafford.

O primeiro erro de Alex Ferguson foi a covardia. No jogo da Alianz Arena, os ingleses fizeram um gol com Rooney, logo aos dois minutos, mas o escocês recuou o time, que jogou os 88 minutos restantes dependendo de Van der Sar. Sim, porque a retranca não funcionou nem um pouco, os defensores foram péssimos, e se não fosse pelo holandês, teriam sofrido mais gols. Resultado: 2 a 1 para o Bayern em Munique.

No segundo jogo do confronto, o time de Manchester ia muito bem, fez dois gols em menos de 7 minutos e parecia que o confronto caminhava para uma goleada. Nani, em grande partida ainda fez o terceiro, aos 41. Mas Olic diminuiu apenas dois minutos depois: os bávaros estavam de volta na partida. Isso não teria tido tanto impacto se os Red Devils não tivessem perdido o lateral-direito Rafael logo no começo do segundo tempo. Aposto que Van Gaal quis gritar para Ferguson: viu o que fazem os brasileiros? Rooney, que estava jogando no sacrifício, foi substituído pelo lateral-zagueiro O'Shea. Com 3 a 1 no placar, os diabos vermelhos recuaram, e os vermelhos alemães se adiantaram. Aos 72 minutos, Robben se achava sozinho na área após cobrança de escanteio, e chutou para o gol. Como alguém deixa o camisa 10 sozinho??? Falha bizarra, embora eu não saiba quem o deveria marcar.

Agora aparece o segundo erro de Ferguson: Berbatov, que entrou no lugar de Carrick. Gibson também saiu, para a entrada de Ryan Giggs. Mesmo com as mudanças, o Bayern continuou dominando. Eis o motivo pelo qual elas não surtiram efeito: Ferguson colocou um centro-avante que joga muito dentro da área quando estava com um jogador a menos. Deveria ter posto Federico Macheda, que, apesar de jovem, é um atacante que se movimenta muito mais e poderia ajudar na composição de jogadas para chegar à meta de Butt. Mas o jogador ideal mesmo foi sacado daequipe logo no começo da temporada: Carlos Tévez. No Brasil, os torcedores não hesitariam em gritar "burro, burro" para Ferguson.

Resultado final, Bayern de Munique passou pelos gols feitos fora de casa (empate por 4 a 4 no placar agregado) e enfrentará o Olympique Lyonnais nas semi-finais. Do outro lado, haverá um final antecipada entre a Internazionale de Milão e o Barcelona.

Curiosidades:
1) Exatamente como no confronto contra a Fiorentina na fase anterior do torneio, o Bayern passou com 4 a 4 no placar agregado, tendo vencido em casa por 2 a 1 e perdido fora por 3 a 2. Ainda, o gol da classificação saiu dos pés de Robben nos dois casos.
2) O Real Madrid continua sofrendo, mesmo fora da competição e os quatro times das semi-finais são a causa desse sofrimento. O Barça, seu eterno rival. A Inter, que passou com gol de seu ex-atleta Sneijder, vendido no meio de 2009. O Bayern, que passou com gol de Robben, vendido pelo Real pouco depois de Sneijder. E o Lyon, que eliminou o time da capital espanhola nas oitavas.
3) Se o Bayern passar à final, haverá o reencontro entre Van Gaal e um de seus pupilos na época de Barcelona: Pep Guardiola, treinador do Barça e José Mourinho, treinador da Inter.
4) Em apenas uma semana, o Manchester foi "eliminado" em dois torneios. Além da UCL, no Campeonato Inglês, o time perdeu em casa, por 2 a 1, para o Chelsea. Mas foi garfado, muito garfado em campo: um dos gols londrinos foi em impedimento claríssimo e ainda não foi anotado pênalti para os Devils após Malouda enfiar o braço na bola dentro da área.

Errei em apenas um dos meus prognósticos. Não poderia prever que Ferguson teria sido tão errado, nem que Rooney fosse se machucar, nem que Rafael fosse ser expulso.

A princípio, apostaria em Barça e Bayern na final, com ampla vantagem para o Barça no confronto em Madri. Lyon não deve passar, seria uma enorme surpresa ver os franceses na final. Já a Inter poderia passar graças à sabedoria de Mourinho, e se o Barça tivesse muitos desfalques importantes. Mas o Barça é mais time. E Guardiola é mais técnico.


Desconectando.

6 de abr de 2010

Messi 4, Londrinos 1

Eu avisei: apesar do que todos os outros jornalistas esportivos disseram, o Arsenal seria o melhor adversário para o Barça enfrentar nas quartas. Apesar dos dois a dois em Londres, na semana passada, em que o Arsenal conseguiu uma remontada na segunda parte do segundo tempo, não me restava dúvida de que o Barça golearia no Camp Nou. Soma-se a isso, que o jogo no Emirates na semana passada não foi condizente com o placar: se tivesse sido 4 a 1 para o Barça, como foi hoje, não teria sido nenhuma surpresa.

Os gunners se agarraram às esperanças e às faltas. Esqueceram de marcar Messi. Faltas duras foram o destaque do time londrino, que só não sofreu mais porque os catalães enfrentam os merengues no final de semana.

No jogo de ida, Ibra marcou os dois gols do Barça. No de volta, Messi anotou 4. Henry fez questão de não fazer nada no Emirates, e nem teria entrado se Guardiola não lhe tivesse tido pena. No jogo de volta, Henry não entrou nem no segundo tempo, foi preterido em favorecimento de Bojan e Pedro. Melhor para o Barça.

A única coisa a ser ressaltada no Arsenal (pelo jogo de volta) foi a disposição do volante Diaby em marcar Xavi, que jogou muito bem, mesmo assim. No jogo de ida, a coragem de Fàbregas e as defesas de Almunia mereceram destaque.

No lado do Barça, no jogo de ida, os três melhores da partida foram Ibrahimovic, Daniel Alves e Xavi. Messi (obviamente), Xavi (novamente) e Keita (surpreendentemente) foram os três melhores no Camp Nou.

Entre Internazionale e CSKA Moscou, aconteceu o óbvio: os milaneses passaram tranqüilos, com duas vitórias simples, pelo placar mínimo. Gols de Milito e Sneijder. Óbvio que os destaques foram Sneijder, Stankovic e Cambiasso, que belo meio de campo que eles formam. Julio César só não foi destaque porque não lhe foi exigido.

Falando como culé: que venha a Inter e vamos a Madrid! (tanto no fim de semana quanto no fim de maio)


Desconectando.

4 de abr de 2010

Rick Martin gay?

Em um dia dessa semana, minha mãe me acorda com a seguinte frase: você viu quem saiu do armário? Pensei em responder "o bicho-papão? Sulley, de Monstros S.A.?", mas ela falou antes que eu conseguisse: RICK MARTIN!

"Nossa, QUE SURPRESA!" Juro, nunca esperei isso... :P

Mais uma pra coleção "porque você me fala o óbvio? ou diga algo que eu ainda não saiba". Se você está surpres@, vai um link com as evidências que ele já tinha dado antes de ir a público nos surpreender com a notícia mais redundante do século.

http://www.naosalvo.com.br/vc/18-fotos-que-provam-ricky-martin-tentou-nos-alertar/#more-9339


Desconectando.

3 de abr de 2010

American Idol 2010 - top 11

Rapidamente, porque daqui a pouco teremos os top10, vamos às apresentações transmitidas no Brasil no final de semana passado. Mas antes, comentar: foi a pior semana até então, uma das piores da história do programa. Curiosamente, a (terrível) "cantora" Miley Cyrus foi a orientadora dos participantes na semana. Qualquer correlação entre os dois fatos é bem-vinda.

1- Lee Dewyze ("The Letter")- foi bom, a voz estava ótima, mas fiquei confuso - 6,5
2- Paige Miles ("Against All Odds (Take a Look at Me Now)")- desagradável, pra ser bonzinho - 3,5
3- Tim Urban ("Crazy Little Thing Called Love" )- a voz dele não alcançou a música, ficou macaqueando pra desviar a atenção - 4,5
4- Aaron Kelly ("I Don't Want to Miss a Thing")- cantou bem, mas os arranjos foram horrivelmente bregas - 5,5
5- Crystal Bowersox ("Me and Bobby McGee")- achei uma escolha estranha, mas foi bem - 6,5
6- Big Mike ("When a Man Loves a Woman") - quase ótimo - 7,0
7- Andrew Garcia ("I Heard It Through the Grapevine") - péssimo - 4,5
8- Katie Stevens (Big Girls Don't Cry) - se a Fergie soubesse cantar, soaria assim - 7,0
9- Casey James ("The Power of Love")- normal, bonzinho - 5,5
10- Didi Benami (You're no good) - sua primeira apresentação decente e, apesar disso, foi criticada; a melhor da noite - 7,5
11- Siobhan Magnus (Supersticious)- boa, mas nem tanto quanto poderia, a nota alta no final da música saiu gritada - 7,0

Eliminada: Paige Miles. Justa, mas se saísse o Tim Urban não teria sido errado.

Os quatro melhores da noite: Didi Benami, Big Mike, Katie Stevens (que esteve injustamente entre os três menos votados) e Siobhan Magnus.


Desconectando.

2 de abr de 2010

Just a little piece of nothing

My first post in English. Forgive me if I'm a little bit rusty. This is not real at all. Connections with the real world are merely accidental.

This is just a speech.

"I'm sorry. I know I'm gonna sound extremely foolish. And you're probably gonna think I'm outta my mind, and that I'm only doing this 'cause I'm a quite drunk right now, which I am, but that's not the reason. I have two reasons: first, I would be forever sorry if you never got to hear this from me, and, second, I just think that you deserve to know it.

"Alrigh, you already know where this is heading to... Let me start: we've known each other for what? About four, four and a half years, maybe? And though I haven't been in love with you, I've always wanted you. Look, don't take this the wrong way. I'm not out of my mind. It's true. You're astonishingly good-looking, you sound and smell like an angel, you're intelligent and a really really nice girl. I know I've never had a chance with you. And I am not asking you to give me a shot. I don't hope you'll be sympathetic with me. I just thought you should know this.

I guess I should be going now. If you ever need anything, you can count on me. See ya."

I don't really know why I wrote all of this. I just woke up this morning and felt like doing it.


Disconnecting.