26 de fev de 2010

Conselho

Não acredite no que as pessoas dizem em momento de barganha. Acredite no que elas demonstram e em seus atos-falhos; e certas brincadeiras, se te parecerem verdade, provavelmente são. Acabo de ter uma prova definitiva de que há coisas que as pessoas nunca mudam em si mesmas.

Não quero continuar o assunto. Só quero dar um recado ("ouça um bom conselho/que eu lhe dou de graça"): Nunca acredite quando alguém diz que irá mudar. Se a pessoa falou que irá mudar, então ela se sentiu na obrigação de dizer, não de mudar. Ela prometeu apenas pra te controlar, pra te manter junto. Não caia nessa: CILADA, eu te aviso. Se uma característica (ou um conjunto delas) de um ser amado te tem deixado irritado o suficiente a ponto da outra pessoa te prometer mudar, acredite, essa característica não sumirá, mesmo que a pessoa queira.

Algumas pessoas já traçaram seus destinos. Elas nunca poderão ser dobradas, por mais que lhe prometam amor. Elas inclusive te culparão por ter tentado tirá-las do caminho que desejavam. Se lhes tiveres amor, e se tiveres amor por ti, esqueçam-nas. Dou-te toda a certeza: se estiveres na dúvida, prossiga mesmo assim; em pouco tempo terás a confirmação de teus pensamentos originais. Pode ser doloroso. Pode te trazer malefícios. Pode te deixar quase louco. Mas (talvez pouco) antes de ficares efetivamente demente, tu receberás aquilo de que necessitas: a notícia de que estavas certo.


Bom Conselho - Chico Buarque

Ouça um bom conselho
Que eu lhe dou de graça
Inútil dormir que a dor não passa
Espere sentado
Ou você se cansa
Está provado, quem espera nunca alcança

Venha, meu amigo
Deixe esse regaço
Brinque com meu fogo
Venha se queimar
Faça como eu digo
Faça como eu faço
Aja duas vezes antes de pensar

Corro atrás do tempo
Vim de não sei onde
Devagar é que não se vai longe
Eu semeio o vento
Na minha cidade
Vou pra rua e bebo a tempestade
Vou pra rua e bebo a tempestade
Vou pra rua e bebo a tempestade



Desconectando.

24 de fev de 2010

Massa de manobra

Pensamento recorrente nas últimas semanas: porque as pessoas aceitam ser apenas peões? Não falo sobre as que são levadas a isso pela sociedade, mas das que são de pensamento livre e, ainda assim, se atrelam aos grilhões das vontades de outros. Não entendo como se resolve seguir um poder carismático. Quero dizer, acho normal que se siga um poder tradicional ou um poder burocrático. Mas seguir um poder carismático pressupõe que antes de segui-lo havia uma certa liberdade. Como alguém simplesmente resolve abdicar de si para adotar uma personalidade imposta?

Por exemplo, como alguém abdica do pensamento que uma vez foi "livre" pra adotar a ideologia de um partido? Ou então uma crença religiosa ou uma forma covarde de nacionalismo. Vou explicar melhor.

Um sacerdote não está realmente interessado na salvação de ninguém. Acreditar nesse altruísmo imenso de sacerdotes é uma ingenuidade. O sacerdote só está interessado, assim como qualquer outro, no poder que pode exercer sobre seus fiéis. Sim, há aqueles sacerdotes ingênuos que realmente crêem estar apenas interessados na salvação de seus seguidores. Mas eles mentem. Para si mesmos, inclusive.

Nenhum partido está realmente interessado no bem da nação, embora alguns de seus membros estejam. Na melhor das hipóteses, estão interessados naquilo que crêem ser o melhor para o país. Apelam constantemente à "sabedoria do povo", mas tornam esses "sábios" os vilões nacionais sempre que escolhem os partidos "errados". Tampouco os partidos estão interessados em seus militantes. Estes são apenas peões que eles manipulam, pelo menos até os militantes crescerem no partido. Mas a maior parte será sempre apenas um peão, manipulado até o último fio de cabelo. O interesse do partido são os votos. Não os eleitores, preste atenção, apenas os votos. A ideologia é apenas um detalhe. Quando o partido atinge o sucesso, até os eleitores são minimizados.

Tampouco o Nacionalismo é honesto. Os líderes nacionalistas apenas manipulam seu séquito para que realize suas vontades, seus interesses, apelando à localidade do nascimento, como se isso fizesse qualquer diferença no caráter de uma pessoa. Faz diferença na personalidade e na identidade, mas a nação não molda um caráter.

Fiz-me claro? Massa de manobra e apenas isso. A importância da maior parte das pessoas é apenas essa. Defender uma ideologia, uma crença, uma nação: é para isso que servem. São importantes conquanto sejam isso, pois não são indivíduos completos, não pensam por si, por mais que gostem de acreditar no contrário. Sei que é pedir de mais que alguém criado nesses grilhões se liberte deles, é uma tarefa árdua, dolorosa até. Mas alguém que um dia se encontrou livre deles, para quê atrelar-se a eles? Ingenuidade? Ou vontade de poder? Ou desejo de superioridade construído na própria construção da identidade?

Aprendam uma coisa: para as pessoas mentalmente normais, há apenas uma coisa mais importante que o binômio dinheiro-poder: elas mesmas. Enquanto vocês seguem fielmente a crença ou a ideologia que lhes foi proposta, as pessoas normais continuam em busca de dinheiro-poder, venha ele de onde vier. Essa busca só é posta de lado quando necessário para a própria proteção. Continuem fazendo ricos e poderosos daqueles que lhes manipulam. É assim que o mundo sobrevive.

Desconectando.

6 de fev de 2010

Playlist - Fevereiro de 2010

Tô sem muita paciência pra isso, por isso a demora. Tô sem paciência pra quase tudo, na verdade. A não ser pra mim... é, viva o egocentrismo.

Bem, o tema desse mês é.. Guitar Hero. Um projeto antigo, mas que só agora pôde ser realizado. São as15 melhores músicas do Guitar Hero, da primeira edição mesmo. Como eram muitas músicas boas mesmo, tive que optar por alguns critérios: primeiro, não usar as canções bônus do jogo; segundo, dar preferência àquelas que eu não conhecia antes de jogá-lo; terceiro, excluir canções que façam parte de projetos de futuras playlists. Ah, você talvez veja aqui canções que já apareceram em outras playlists. Dito isso, aqui estão as quinze melhores músicas do jogo.


Playlist - Fevereiro de 2010
1 - Bad Religion - Infected (I won't take anything, I don't need anything,)
2 - Black Sabbath - Iron Man (Nobody wants him/He just stares at the world/Planning his vengeance/that he will soon unfurl)
3 - Boston - More Than a Feeling (Their faces fade as the years go by)
4 - Incubus - Stellar (I will hold you close, if you're afraid of heights)
5 - Megadeth - Symphony of Destruction (You take a mortal man,/And put him in control/Watch him become a god,/Watch peoples heads a'roll)
6 - David Bowie - Ziggy Stardust (Making love with his ego/Ziggy sucked up into his mind/Like a leper messiah)
7 - Sum41 - Fat Lip (Heavy metal and mullets it's how we were raised./Maiden and Priest were the gods that we praised)
8 - Red Hor Chilli Peppers - Higher Ground (Powers Keep on lyin'/While your people Keep on dyin')
9 - Queens of the Stone Age - No One Knows (I journey through the desert/Of the mind
With no hope/I found low)
10 - Cream - Crossroads (And I'm standing at the crossroads, believe I'm sinking down)
11 - Motörhead - Ace of Spades (You win some, lose some, it's all the same to me)
12 - Blue Öyster Cult - Godzilla (History shows again and again/How nature points up the folly of men.)
13 - Stevie Ray Vaughn - Texas Flood (Well dark clouds are rollin' in, man I'm standin' out in the rain)
14 - Pantera - Cowboys From Hell (Under the lights, where we stand tall/Nobody touches us at all
15 - The Jimi Hendrix Experience - Spanish Castle Magic (Just a little bit of daydream here and there)

Desconectando.