11 de jan de 2010

Casamentos Futebolísticos - Europa

O texto que se segue é de minha autoria, junto a um amigo, Diego Sandins. Tivemos a ideia (viva a titica de corvo na cabeça) para esse texto após uma comparação que ele fez sobre Barcelona e Real Madrid. Se os clubes europeus fossem homens e seus produtos fossem mulheres...

O Barcelona seria aquele homem que casou com a moça que conheceu na infância. Eles cresceram juntos, se conhecem muito bem e se ajudam sempre que necessário. É um investimento seguro e feliz, agradando também a família (os torcedores). Traições não são perdoadas (com isso, refiro-me a Figo e Ronaldo).

O Real Madrid seria aquele bem-nascido endinheirado que está sempre atrás das melhores prostitutas. Paga a quantia que for, apesar de seus cofres estarem furados, para ter a "acompanhante" que deseja.

O Sevilla casa com a garota que conheceu quando estava de férias na casa dos avós, que moravam numa cidadezinha do interior. Todo ano, Sevilla ia pra lá e acabou se apaixonando pela caipira. Tem tentado levá-la para a cidade grande. Vamos ver se terá sucesso.

Indo para a Inglaterra, temos o Manchester United, que acaba se casando com aquela mulher linda, porém arrogante, que conheceu na balada, por intermédio de um amigo. É um casamento feliz, apesar dos altos e baixos.

Já o Arsenal, tem namoradas bonitas conquistadas pelo mundo, mas acaba sem se casar efetivamente com nenhuma delas e parece ter certa aversão pelas mulheres de seu próprio país.

O Chelsea e o Manchester City eram pobres, pobres, pobres. Repentinamente, conseguiram quantias absurdas de dinheiro através de fontes escusas. Agora, vivem tentando roubar namoradas alheias. Aproveitadoras, elas aceitam trocar de parceiro com uma facilidade enorme.

O Liverpool é um senhor de meia-idade que vive se iludindo com o passado, com um casamento há muito tempo falido, apesar de alguns lampejos de bons momentos no presente.

Nottingham Forest e Leeds United são senhores viúvos e falidos que agora se contentam com algumas prostitutas do pior nível possível.

Na Itália, a Internazionale é um homem descontente com suas compatriotas. Recorre a estrangeiras sempre de alto nível, mas raramente às melhores.

Já o Milan, é um senhor que um dia foi considerado bem casado - levou para casa a mulher que era desejada por todos. Isso aconteceu quando era apenas um jovem adulto. Hoje, por outro lado, é visto como o coitado de trinta e poucos anos que atura uma velha ex-bela insuportável. Ao mesmo tempo, ele inveja as esposas de seus rivais.

A Juventus é um homem que já teve algumas das melhores mulheres. Há pouco tempo ficou encarcerado. Recém-liberto, está tentando se reconstruir. É algo difícil: poucas mulheres decentes se relacionam com ex-presidiários.

O Bayern de Munique é o galã aposentado. Cansado, tem desistido de alcançar as melhores mulheres, contentando-se com aquela namorada meia-boca de quem vive reclamando.

Mais sugestões?

Desconectando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário