6 de dez de 2009

Não dormirei

Não dormirei hoje. E não é por felicidade, nem por tristeza, não me importo com essas besteiras. Na realidade, não me deixarão dormir. Sim, o Flamengo mereceu ser campeão. Pentacampeão. Estranho, eles não sabem contar até cinco. Sinais do Apocalipse, símbolo da crise do sistema educacional nacional, eu suspeito.

Mas isso trará algo de bom. Quem sabe falastrões irritantes como Muricy Ramalho e Vanderley Luxemburgo aprendem que trabalho eficiente, como o do Andrade, não tem nada a ver com exposição midiática.

No Palmeiras, espero pelo retorno do Jorginho. Se ele demonstrar a mesma competência, que fique. Porque o Ramalho jogou, assim como Celso Roth, no Galo, um ano inteiro de trabalho no lixo.

No Santos, finalmente sai a incompetência que Luxemburgo tem demonstrado nos últimos anos. Mas o time não é grande coisa, tudo graças ao "corte no orçamento" prometido por Marcelo Teixeira há pelo menos dois anos, não estou certo dos números.

O São Paulo paga caro pelos erros cometidos. Caro demais. Teve o primeiro jogador a conseguir três jogos de suspensão por causa de um cartão amarelo. Ridículo. Mesmo assim, ter tomado 7 gols em dois jogos (3 contra o Botafogo e 4 contra o Goiás)

Corinthians vai pra Libertadores por causa do futebol apresentado apenas no primeiro semestre. Sua marca nesse campeonato deve ser a falta de profissionalismo demonstrada pelo goleiro Felipe.

Santo André e Coritiba retornam à Segunda Divisão, aquele conforme o esperado, este de forma assustadora, e muito mais no estilo "sobrou pra mim" do que "procurei por isso". Sobrou pra ele porque foi incapaz de bater um inacreditável Fluminense no Couto Pereira.

Fluminense acena para um 2010 iluminado - do jeito que as coisas foram no final desse ano, terá poder pra brigar com o Flamengo pelo Campeonato Estadual do ano que vem.

Já o Botafogo, ligeiramente beneficiado por um tribunal carioca de Justiça Desportiva (com a volta do zagueiro Juninho mais cedo do que deveria), conseguiu sua manutenção na série A. Mas, por quanto tempo?

Cruzeiro paga pela Libertadores. Poderia ter conquistado o título, mas empates com Grêmio e Atlético Paranaense e derrota para o Fluminense, numa virada humilhante, o impediram de chegar lá.

Internacional paga por maus resultados nos jogos contra os principais rivais na briga pelo título: perdeu fora de casa para Flamengo, São Paulo e Palmeiras e no Beira-rio para o Cruzeiro.

Grêmio nunca foi tão rubro-negro. E não apenas por ter perdido, conforme o previsto, o jogo. Na reta final, empatou com o Cruzeiro no Mineirão, no finalzinho do jogo, empatou com o Jason Tricolor no Olímpico, mesmo lugar em que bateu o Palmeiras. Sua utilidade no campeonato foi ser o fiel da balança. Pouco pelo desempenho visto no Olímpico.

Avaí e Barueri, parabéns. Mas e no próximo ano? Barueri brigará para não cair, sem dúvida. O Avaí ainda é uma incógnita.

Goiás foi, novamente, apenas o incômodo aos times grandes.

Atlético Paranaense serviu para cumprir tabela.

Vitória, novamente cavalo paraguaio.

Nada a dizer para o futebol de Recife.

Parabéns ao futebol do Rio de Janeiro. Se o Brasil se curvou para o futebol paulista por cinco anos seguidos, agora é a vez de bater palmas para o futebol carioca, não apenas pelo título do Flamengo, mas pelo do Vasco, pela volta do América à primeira divisão do estadual, pelo desempenho do Fluminense na Sul-Americana, apesar do bi-vice para a LDU, e pela manutenção do Botafogo na série A, conseguida na derradeira rodada. O ano foi carioca.

De resto: força aos bianconeri e aos Devils, ainda dá pra chegar lá, estão de volta à briga, mais difícil do que nunca, entretanto. Werder desperdiçou sua chance na Alemanha. Já o Barça está no caminho certo - novamente graças a Pedrito, agora por um cruzamento preciso para o gol de desempate saído da cabeça de Messi(as), o apagado(porém merecidamente idolatrado) craque da última temporada.

Fui!

Um comentário:

  1. Interessante !!! Pensei que estava só... Mas a vida é assim qse nunca é o que pensamos...

    ResponderExcluir