6 de jun de 2010

Orgulho e Preconceito e Zumbis

Às vezes, alguém fala de ódio querendo falar de amor e (sub?)conscientemente pensando em amor.
E, às vezes, alguém fala amar pensando em receber amor.
E, às vezes, alguém nada fala por nada querer dizer ou nada ter pra falar. Ou apenas para que o ouvinte não ache além do que tem que achar.

3 comentários:

  1. "E, às vezes, alguém nada fala por nada querer dizer ou nada ter pra falar. Ou apenas para que o ouvinte não ache além do que tem que achar."

    Como não se permite que o ouvinte ache além do que deveria diante de lábios cerrados? O silêncio aumenta a probabilidade de engano tanto de quem ouve quanto de quem fala (na maioria das vezes).

    ResponderExcluir
  2. Sim, na maioria das vezes isso pode acontecer também, Ana. Mas, ainda, às vezes, o silêncio expressa melhor do que as palavras.

    ResponderExcluir